Ir para o conteúdo

Ir para o menu

Minha foto
Nome:
Local: Itatiba, SP, Brazil

Quem é ela?

31/03/2009

Uma menina disfarçada de mulher.

Olhe só pra ela, cabelos impecaveis, unhas compridas, batom nos lábios, blush no rosto, roupa da moda, sapato de salto alto, óculos escuros e um sorriso estampado nos rosto.

Veja só, ela tem um emprego e faz faculdade, mora com os pais, sim com seus pais, eles não são divorciados.

Ela vai a muitos lugares e conhece muitas pessoas, seu celular toca o dia todo e sua caixa de e-mail esta sempre lotada.

Recebe flores pelo menos uma vez por mês de algum admirador secreto ou declarado, ela é articulada e inteligente, le muitos livros e sempre tira as melhores notas na faculdade.
No trabalho foi promovida e recebe elogios a todo instante pelo seu desempenho.

O que você vê quando olha pra ela?

Ela que sempre matem a cabeça erguida e fala em um tom sereno, sempre certa de suas palavras, ela que se mostra forte como se vestisse uma armadura e é como se nada nem ninguem pudesse atingi-la. Como se ela fosse auto suficiente e não precisasse de ninguem.

Você provavelmente ve aquilo que sua visão limitada lhe permite ver, uma mulher bonita e inteligente, bem sucessida, sucesso que é fruto dos seus esforços, alguém que tem uma familia e milhões de amigos.

Mas não...por tras daqueles óculos ela esconde um olhar triste e medonho, aquele sorriso impecavel na verdade é um disfarce de toda a angustia que ela sente, com a roupa nova ela tenta ser outra pessoa, o salto alto a deixa mais elavada, tentando ver tudo por um outro angulo.

Ela frequenta muitos lugares sempre rodeada de muitas pessoas, mas na verdade tudo que ela queria era estar sozinha em seu quarto, porque nada daquilo é real, aquelas pessoas não são reais, elas existem, mas fingem tanto que se perdem em suas mascaras, seu celular toca muito, mas ela não quer falar com essas pessoas, é sempre a mesma coisa, as mesmas conversas, chegam muitos e-mails mas ela nem le, recebe flores mas joga no lixo, ela não quer ser amada, não quer ser adorada, não quer ser importante, não por esse garotos, porque eles nem sabem quem ela é de fato.

Eles amam, adoraram e querem essa que ela finge ser, essa mulher desencanada e livre essa que esbanja felicidade.

Mas ela na verdade é infeliz.

Não passa de uma menina com medo, tudo que ela quer é se sentir protegida, das pessoas, do mundo e de si mesma.

Ela é uma menina que criou um disfarce pra enfrentar o mundo, é uma menina que as vezes cansa de sustentar a imagem de super-heroina e desaba, é uma menina que esta cansada das pessoas exigirem o melhor dela, eles tem que ter o seu pior também.

Ela é uma menina que esta assustada, ela chora e não quer mais sair de casa, ela não quer ser bem sucedida, não quer viver rodeada de pessoas, ela não quer ser um exemplo de profissional, ela não quer ser bonita, nem quer ser cortejada.

Ela não quer ter que manter o corpo em forma, nem ter que caber no manequim 38, ela não quer ter os cabelos sempre lisos, nem as unhas pintadas, ela não quer usar salto alto e roupas bonitas.
Ela não quer ter que dizer as palavras certas nem ter que fazer a coisa certa.

Ela é só uma menina, com medo de crescer.

É só uma menina com medo da verdade, uma menina que não quer mais ser o que os outros esperam que ela seja.

Uma menina que ja esteve cheia de vontades próprias mas que hoje não tem vontade nenhuma.
Uma menina que sempre se importou com os outros mas que hoje não se importa nem mesmo consigo.

Uma menina que não entende como vocês podem olhar pra ela e não ver que ela é apenas uma menina, uma menina amedrontada, assustada, querendo proteção, uma palavra de conforto, um abraço.

Ela não quer que vocês precisem dela, ela precisa de vocês, da compreensão de vocês, precisa que deixem ela ser ela.

Ela quer ter o direito de errar, ela quer ser imperfeita, ela quer poder chorar, ter mal humor, sair sem maquiagem, tirar zero na prova, faltar no trabalho, tomar um porre, vomitar na escada e acordar de ressaca.

Ela quer beijar o bandido, despachar o mocinho.
Ela quer fugir de casa, quer falar palavrão.
Ela quer beber refrigerante sem se importar com a celulite, quer aprender arrotar.
Ela quer saber fazer sexo e não somente amor.
Ela quer saber mentir e achar isso normal.

Entre tantos querer, essa menina não quer mais ser menina...
Nem tão pouco continuar fingindo ser mulher...

A verdade é que pra ela nada mais faz sentido.

Seu verdadeiro querer é a escuridão, descansar de modo que não ouça mais cobranças, nem criticas, ficar ali, perdida no breu, sem mais respirar, sem as batidas do seu coração, imóvel e fria, onde nada nem ninguem mais possa atingi-la.

por ♥ Janinha ♥ @ 20:12 - 2 Comentários

Simples assim...

Quero um homem que saiba ser homem, oras.
Aquele que conversa sobre todos os assuntos, que fala do futebol, da crise, do horóscopo, da politica, que fale bastante de si e pouco dos outros e que não me questione.
Que me olhe como quem me toca, aquele que se mostre afim, mas me deixe com dúvidas...
Que dance comigo, cante pra mim, beba comigo, discuta comigo, ria comigo, que fique o tempo todo por perto, mas que se faça ausente para que eu possa sentir sua falta.
Quero um homem que faça aquilo que espero, mas que saiba me surpreender.
Tem que ser fiel, mas precisa me fazer sentir ciúmes, precisa me elogiar mas tem que saber me criticar.
Quero um homem que tenha coragem, que saiba aquilo que quer.
Um homem que saiba quando um NÃO é NÃO, mas que entenda que um NÃO nem sempre é de fato um NÃO.
Alguém que persista, mas não use o mesmo discurso que todas nós ja conhecemos.
Quero um homem que não FALE o que quer mas MOSTRE o que quer.
Que cale minha boca com um beijo quando eu tentar dar desculpas pro meu NÃO, que me segure com força quando eu tentar resistir, que me acaricie quando eu finalmente me render e que ria de mim por eu ter perdido a luta.
Que saiba que por mais independente que eu seja eu tenho que precisar dele, que entenda que eu sou forte mas preciso que ele me console, que acredite que preciso de proteção.
Um homem que me escute e que me faça ouvi-lo, que me diga milhões de SIM, mas pelo menos um NÃO.
Que me faça acreditar que sou importante mas que não são só as minhas vontades que importam.
Que me leve pro cinema mas que va pro futebol com os amigos, que me acompanhe no suco mas que tome umas cervejas.
Ele tem que ser o motivo do meu sorriso sempre, das minhas lágrimas ás vezes.
Que não me proiba de ir pra lugar nenhum mas que me faça sentir vontade de ficar.
Não precisa ser bonito, falo dessa beleza que a midia impõe, precisa sim ser belo de espirito, ter bondade, ser sensivel, é imprescindível que goste de crianças e animais, pois estes são os seres mais puros e verdadeiros que existe.
A inteligencia, essa sim é essencial!
Quero um homem simples assim, desses que só existem nos meus sonhos.
Que saiba ser ele mesmo e me deixe ser eu!

por ♥ Janinha ♥ @ 19:10 - 1 Comentários

Depressão, ela pode pegar você!

Dia tipico, relógio desperta na cabeceira da minha cama, aquele som agudo continuo me tira dos meus sonhos, depois de alguns segundos, abro meus olhos e percebo o que esta acontecendo.
Estou viva!
Mais um dia esta começando, levanto meio sonolenta, lavo meu rosto, me olho no espelho e não reconheço aquela imagem.
Pego qualquer roupa, porque nenhuma me agrada mesmo e sigo para meu trabalho.
Em frente ao computador digito, digito, digito, faço algumas contas, respondo e-mails, atendo algumas ligações, e de repente me perco em meus devaneios, fico ali, imóvel, com um olhar fixo e perdido, somente meu corpo presente.
Ouço alguém me chamando, essa voz me tras de volta, é alguém me perguntando alguma coisa que nem presto atenção, simplesmente respondo que não sei.
De volta me pergunto, qual o sentido disso tudo?
O que estou fazendo aqui?
Por que tenho que estar aqui?
Me sinto uma idiota aqui sentada, digitando, lendo, calculando. É isso que eu faço, por que?
Não quero fazer isso.
O relógio parece ir contra minha vontade como se estivesse rindo do meu desespero, insiste em não andar, me torturando cada vez mais.
Ufa. Hora de ir embora.
Chego em casa fico ali parada. Do mesmo jeito que cheguei, só esperando, pensando, perdida dentro de mim mesma.
Opa, dessa vez o relógio correu, tenho que ir pra aula.
Cheguei, sento ali, naquela mesma cadeira, sim, na mesma a 3 anos.
Fico ali olhando pra aquela figura a frente da sala a qual denominamos professor, ele fala, escreve, faz umas piadinhas sem graça, e estou ali, sentada olhando pra ele. Pra que? Por que?
Não quero saber do que ele esta falando.
Não quero estar ali!!!
Sem paciencia nenhuma, junto minhas coisas e vou embora.
Fico rodando, sem vontade, volto pra casa e vou pra cama.
Quero dormir, quero que este dia acabe logo, mas se ele acabar logo, significa que amanhã terá um outro, inteiro, com todas aquelas horas!
Não!
Quero ficar aqui, na minha cama, quietinha, não quero ver ninguem, não quero sair daqui, não quero trabalhar, nem estudar, quero dormir e sonhar.
Estou protegida nos meus sonhos.
Quero uma noite eterna!!
O sono não vem, saio, encontro umas pessoas que falam de si, falam dos outros, ouço bastante e falo pouco, tomo uma cerveja, mais uma, de repente me sinto melhor.
Uma vodka, humm agora sim, ja consigo contar uma piada e cair na gargalhada com qualquer bogabem, uma dose de uisque, poxa quanta gente interessante neste lugar, eu poderia morar aqui.
As horas passam depressa, mais um ou dois drinks, que fantastico, tenho tanto a dizer, são tantas as risadas, é tudo tão divertido, minha barriga dói de tanto rir.
Hora de ir embora, poxa que triste, despedida com promessa de marcar a próxima.
Volto pra casa e deito, durmo sem nenhuma dificuldade, a noite toda!
Ai, minha cabeça dói, esse relógio desperta cada dia mais alto, o som agudo parece facadas em minha cabeça.
Hora de levantar?
Não!
Estou com sede, dor de cabeça e sono. Outro dia daqueles não!
Quero ficar aqui até anoitecer, depois voltar pra aquele bar, reencontrar aquelas pessoas, tomar algumas doses, voltar e dormir...
Até o dia em que eu for consumida pelos meus sonhos e não mais acordar!!!!!!!!!!

por ♥ Janinha ♥ @ 07:53 - 1 Comentários

Nem toda palavra é aquilo que o dicionário diz...

27/03/2009

Ver e enxergar....
São sinonimos??
Acredito que não, se a gente parar pra pensar quantas e quantas vezes vemos mas não enxergamos?
Para ver basta olhar, para enxergar é preciso de muito mais, atenção, dedicação, intuição...
Quantas vezes ja te vi e nunca te enxerguei?
Milhões.
Agora fico aqui tentando achar um sentido pra tudo que acontece.
Uma lógica.
Assim, como se fosse matemática ou logistica.
Mas não é, não tem lógica nenhuma, é só o destino, somente as coisas como elas devem ser.
Quanto conformismo!
Quem dera eu me conformar.
Fico aqui inventando milhões de desculpas pra essa distancia, tentando acreditar em algumas delas, me convencer.
Ora de que esta tudo perdido, ora que tem salvação.
Que droga.
Como vou me convencer se nem sei do que quero ser convencida?
São tantas as perguntas e quase nenhuma resposta.
É tanto querer e sem você pra receber.
Só por hoje vou tirar minha armadura, vou deixar de ser a mulher bem resolvida que sempre fui, só por hoje vou deixar de ser fortaleza, só por hoje vou me permitir ser tocada por sentimentos.
Só por hoje vou ser uma sentimentalista idiota, só hoje vou assumir uma fraqueza que não é minha e vou chorar.
Só por hoje vou olhar nos seus olhos e te pedir pra ficar.
Só por hoje vou te contar tudo que sinto, só hoje vou te falar do meu coração que dispara só de pensar em você, e das mãos tremulas com sua presença, desse friozinho na barriga, da ansiedade, as horas que não passam, para estar ali, simplesmente estar ali olhando pra você, contemplando cada centímetro de sua beleza.
E só hoje vou te contar que se eu não estivesse ali, eu estaria ali do mesmo jeito, pois não tenho mais controle dos meus pensamentos.
Mas só hoje me permito esse descontrole, essa insensatez.
Hoje não ligo ser taxada de louca, ridicula, boba, sem amor próprio, não quero saber se vão rir de mim.
Só hoje vou segurar seu rosto e pedir que me beije.
Só hoje vou te abraçar e pedir que não me solte.
Só hoje vou pedir pra que me leve pra sua casa, me beije e me ame, só hoje quero acordar do seu lado, com seu cheiro em mim, só hoje ao amanhecer quero ver a luz do sol refletida nos seus olhos.
Só por hoje quero ser aquela menina que tem sonhos e acredita neles, só por hoje vou te dizer que não vou desistir de você.
Hoje e tão somente hoje vou admitir, só pra você, mesmo sem entender, que estou apaixonada!

por ♥ Janinha ♥ @ 08:51 - 2 Comentários

Cuidado com os monstros que você vem combatendo...

26/03/2009

"Aquele que luta com monstros deve cautelar-se; Para não tornar-se também um monstro.Quando se olha muito tempo para o abismo, o abismo olha para você."
-Friedrich Wilhelm Nietzsche

Tome cuidado, ao lutar contra o desprezo, para não tornar-se aquele que despreza.Isso se aplica pra tudo, religião, politica, homossexualismo, moralismo ( ou falso moralismo).
E é claro, no tema mais brega que nunca sai de moda e tem mais crises que o sistema financeiro: O AMOR.
Não use discursos de auto-piedade dizendo que você sempre foi aquele que se declarou e foi subitamente pisoteado pela outra parte, dizendo que você sempre foi "bobo" dos outros e agora usa a "indiferença" apenas como arma de auto defesa.
E por favor, não se auto afirme!
Todo " eu estou feliz" chega aos meus ouvidos como um "estou depressivo e vou cortar os pulsos".
Cuidado para que você não tenha se tornado o indiferente que apenas acha que continua sendo o "bobo" de antes. Se isso ocorreu com você, você tornou-se o monstro com o qual lutava sem se dar conta.
E quando você vira o monstro desta forma, toda a possibilidade de amar foi pro espaço meu amigo.Tudo vira um jogo, de quem despreza mais de qual monstro é mais feroz e quando você se dá conta o amor perde o sentido, ele vira uma disputa de força.
E tudo isso vindo de um inocente medo de se expor medo de sofrer e medo de ser ignorado, medo de ser bobo de novo.
Ame até o dia em que o seu amor seja o monstro a ser combatido por alguém e esse combatente se torne, no processo, alguém capaz de amar e se relacionar sem precisar jogar e desprezar...

por ♥ Janinha ♥ @ 08:47 - 1 Comentários

Só faça perguntas, quando quiser ouvir a resposta!

24/03/2009

Sabe eu não tenho religião definida, eu acredito em Deus, apesar de ter meus momentos de fraqueza como todos, e admirar Nietzsche que era ateu.
Mas ja frequentei alguns tipo de igreja, evangélicas por muito tempo, catolicas bem menos tempo, e uma vez fui conhecer um centro espirita.

Pra ser sincera sempre tive um certo receio de ir e das pessoas que iam, até que tomei coragem e fui.
Na verdade fui impulsionada por uma paixãozinha de carnaval.
É, de carnaval!
Tenta imaginar alguém que consegue se apaixonar no carnaval, esta sou eu! Totalmente avessa.
Carnaval é pegação, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também, pelo menos deveria ser né?
Mas a Sra. "eu faço tudo errado", arrumou uma paixãozinha pro carnaval.
De inicio eu não queria, achava ele feio e gordo, e tinha as maiores olheiras que ja vi no planeta, era estúpido e desengonçado.
Menti meu nome pra ele na primeira noite.
Ele insistiu demais, e como era carnaval mesmo, decidi acabar com a cruz, e finalmente me rendi ao beijo do Ogro.
Mas foi um só!
Beijei e sai dançando me perdendo no meio da multidão, ele tentou me segurar e dizer alguma coisa mas eu não queria ouvir nem mais ficar perto dele.
Achei minhas amigas e curti o resto da noite, evitando o garoto, é claro.
Na noite seguinte la estava ele, ficamos de novo, do mesmo jeito, um beijo ou dois e eu dava um jeito de me perder dele e curtir a noite.
Na terceira noite idem.
Na quarta noite mudamos a rota e fomos curtir em uma outra cidade, mas não estava bom então decidimos voltar para o lugar que tinhamos ido todas as noites, nessa noite eu não vi ele dentro da balada.
Mas quando estavamos no estacionamento voltando para o carro...
Tchãrãm!
O ogro mais uma vez, e pra manter a tradição, porque ja tinha virado motivo de piada, me rendi ao beijo dele.
Mas nesse dia foi diferente.
Era o mesmo cara, no mesmo lugar, nas mesmas condições, com o mesmo beijo.
Mas o malditinho do cupido passou por ali e me acertou!
Última noite de carnaval, uhul, vamos curtir porque depois só ano que vem!!
Que nada, tudo que eu queria nessa noite era encontrar meu Ogro.
Encontrei.
Contei pra ele meu verdadeiro nome. E esse dia ficamos a noite toda juntos, grudadinhos, "apaixonados".
Desse dia em diante por uma razão inexplicavel eu quis esse homem mais que tudo na minha vida, fiz loucuras, viajei direto por dois meses só para ve-lo, andava como uma louca, 120, 150 quilometros por hora, pra chegar logo!
Com o carro do meu pai e sem ele saber!
Tomei multas de transito, gastei milhoes com ligações, milhões com baladas pra mim e para as amigas, comprei roupas novas, mudei o cabelo, tratei a pele, emagreci, ufa.
Fiz tudo que eu podia e o que eu não podia para agradar e tentar ser para pra ele tudo aquilo que ele era pra mim.
Foi inútil. Óbvio.
Mas eu estava cega e surda! Uma completa tapada!
Até que resolvi recorrer ao além.
Minha amiga me convidou e pediu pra eu levar uma foto dele e mostrar para a moça do centro, que nesse dia era uma cigana, para que ela pudesse me dizer algo sobre o meu Ogro.
Fui até lá, levei a foto.
Eu estava ansiosa e nervosa, com um pouco de medo. Querendo desistir.
Até que finalmente chegou minha vez, mostrei a foto pra ela, esperando que ela me desse a solução para tudo.
Ela pegou a foto, olhou, olhou pra foto e olhou pra mim, e finalmente me disse:
"Você sabe que ele não é o homem da sua vida, não sabe?"

Putz, só isso?!

Um espirito vem do além pra me dizer isso? Se é o homem da minha ou não? Como assim? Eu quero ele, e quero agora!
Esse foi o piti que eu tive, eu desacreditei disso, fiquei mesmo indignada. Eu esperava mais, muito mais.
Só que na verdade, isso era tudo.
O Ogro não era o homem da minha vida, não era o que eu queria pra mim.
Ele era grosso, estúpido, falava mal das minhas amigas, era mulherengo, se achava melhor que os outros, era um tanto mais velho, era futil, bebia demais, fumava em excesso, tinha muitas tatuagens, era briguento e possuia arma de fogo.
Eu só precisava parar de supervalorizar as qualidades que inventei pra ele e enxergar de fato tudo que ele era.
Eu sabia que ele era tudo aquilo que eu não gostava em um homem, mas por um breve momento, eu me esqueci disso.

Me lembrei dessas palavras hoje, pois a algum tempo conheci um garoto que roubou meu chão.
Ele como ninguem reune um acervo muito grande de qualidades que admiro.
Seus olhos brincam comigo, não consigo decifrar o que me dizem e isso torna tudo mais interessante.
Adoro seu cheiro, sua voz, seu jeitinho sempre gentil que desperta em mim uma pontinha de ciúmes, adoro quando fica me olhando até me deixar sem graça, quando me chama de menina.
Enfim, eu gosto de muitas coisas nele, mas principalmente do que vem de dentro dele que desperta em mim sentimentos que eu acreditava não mais existir, e isso tudo me faz querer te-lo.
É assim, incondicional, não há restrições, não esta sujeito a condições, é um estado absoluto, total, pleno, ilimitado.
Será?
Ou talvez as palavras da cigana façam sentido nessa história também.
Na verdade faz todo o sentido do mundo e eu sei disso.
Só que diferente do Ogro ainda não consigo aceitar.
Eu sei que ele não é o homem da minha vida, apesar das qualidade admiraveis, existem os defeitos detestaveis.
Defeitos esses que eu não sei onde ele esconde, mas mesmo não conseguindo ve-los, sei que existem, e um dia quando a venda cair dos meus olhos, vou ser capaz de enxergar.
Nesse dia meu coração ira bater aliviado, esse nó na garganta não vai mais existir, ele não dominara meus pensamentos, não vou mais pegar no telefone mil vezes ao dia querendo ligar e sempre desistindo antes mesmo de discar.
Não vou mais programar minha vida em função das atividades dele para que a gente sempre se encontre.
Não vou mais procura-lo em outras bocas, em outros corpos, não vou mais chorar, não vai mais doer.
Ele será apenas mais uma página virada do livro "TODAS AS COISAS QUE NÃO QUERO PRA MINHA VIDA".
Assim eu espero, pois afinal, ele não é o homem da minha vida!!!!

por ♥ Janinha ♥ @ 20:16 - 2 Comentários

Hoje cada lagrima que rola em meu rosto é uma palavra não dita por um sentimento calado!

Eu trabalho com notas fiscais, impostos, essas coisas todas.
Existe um procedimento que chamamos de triangularização, a empresa A envia materia prima pra empresa B que manda o produto
acabado para a empresa C com suas respectivas notas.
Não vou entrar nos detalhes desse processo, pois apesar de ser complexo, nele tudo funciona bem, mas existe um tipo de triangularização que não dá, não funciona.

Eu admito, sou meio fresca, ou era sei lá. Me perdi de mim nos últimos tempos.
Sempre selecionei a dedo os lugares para frequentar e as pessoas que estariam perto de mim, no entanto um dia arrisquei ir a lugar diferente, que tocava um som legal mas meio pesado, as pessoas todas se vestiam de preto, algumas usavam também um colete de couro, os meninos tinham barbas e cabelos compridos e as meninas andavam de mãos dadas com outras meninas, quase todos tinham moto e pulavam uns em cima dos outros ouvindo aquele som.
Me senti um peixe fora da água, minha amiga aconselhou:
"Bebe que tudo fica lindo"
Eu acatei.
E nesse dia conheci alguém, alguém que ria de mim por eu fugir da chuva e ficar desesperada com meu cabelo.
Amigos em comum, então continuamos nos vendo, eu fiquei confusa no começo, aliás sou confusa o tempo todo né?
Entre minhas duvidas, um dia decidi que iria tentar, um amigo me pergutou:
Ele mexe de verdade com você?
Você sente um friozinho na barriga quando o vê?
Seu coração dispara só de pensar nele?
Você pensa nele mais vezes do que gostaria?
Quer ficar o tempo todo com ele?
Sente uma saudades que chega a doer quando não o vê?
E ele completou: Se você respondeu não a pelo menos uma dessas perguntas deve repensar sua decisão, e esperar que aconteça de fato essa coisa mágica que vocêr pra sua vida.
Escutei com atenção, mas justifiquei, isso é vida real, não conto de fadas, vou tentar.

Sexta feira 13, jamais poderia ser um bom dia pra decidar nada.
Estava completando 1 mês que nos conhecíamos, portanto iriamos fazer alguma coisa diferente, dentre as opções, surge uma festa a fantasia.
Sexta feira, fim de tarde, um convite pra festa a fantasia?
É não na certa. Eu precisaria de muito mais tempo para me preparar e além do mais nem conhecia o dono da festa, não sabia quem estaria lá.
Não, obrigada. Próxima opção, qual é?

Ele insistiu, deu dicas de fantasias caseiras, explicou quem era o dono da festa, e tentou citar o maior numero de pessoas que conhecia e estariam lá.
Era uma comemoração, e eu havia decidido tentar, pensei, nada melhor do que começar cedendo, vamos a tal festa então!
Corri contra o tempo, atras de fantasia, cabelo, maquiagem, ufa, fiquei pronta no horario.
Ah, mas como a vida brinca com a gente!
Que ironia, quem iria imaginar?
Nesse mesmo dia, nessa mesma festa, ali estava ele. Sua beleza era tanta que mesmo querendo não conseguia tirar os olhos dele.
Dia seguinte, a idéia fixa na cabeça, preciso ve-lo de novo!
Opa, mas e aquela história de tentar com o outro garoto?
Não dava. Nada mais me ocorria além de encontrar o garoto fantasiado.
Ah, a tecnologia foi aliada nesse momento, e pude reve-lo muito antes do que podia imaginar.
Foi então que aconteceu.
Música imaginária, borboletinhas no estomago, ansiedade, dias pensando, relembrando, por mais esforço que pudesse fazer, nada me mantinha longe das lembranças dele, e do seu beijo.
Voltando a triangularização.
Hoje, o primeiro garoto, aquele que conheci na festa onde as pessoas usavam preto, lembra?
Ele tem me dado muita força em uns momentos ruins que andei tendo, e eu agradeci muito, por ele ser a pessoa incrivel que tem sido comigo.
Então, ele me perguntou: se sou ótimo por que não?
Poxa. Eu sei de muitas coisas, tenho muitas respostas, estudo muitas coisas, no entanto.
Essa resposta eu não tenho.
Eu queria muito que ele fosse o homem que fizesse meu coração bater mais forte, sentir friozinho na barriga, ter a perna bamba mas isso a gente não consegue escolher.
E sabe do que mais?
O fantasiado também me acha ótima, ótima demais pra ficar com ele.
Da pra crer?
Esse tipo de triangularização, não dá.
É injusto de mais.
Tenho chorado mais do que costumo e me sentindo mal como nunca me senti antes.
Eu odeio palavras não ditas, elas me torturam.
Eu não entendo como você pode pedir pra eu fazer por mim o que você não faz por você.
Bom é colocar a culpa na TPM, pois minha cara de pouco amigos me condena.
Minha amiga tentando ajudar mandou uma mensagem " fica tranquila pois tudo passa"
Verdade.
Mas se tudo passa significa que as coisas boas tambem passam.
Coitada ficou sem ter o que dizer.
Tem uma frase do Crepusculo que gosto muito.
Edward Cullen diz:
"É o crepúsculo, de novo.Outro final. Não importa quanto os dias sejam pefeitos, eles sempre têm de acabar."

por ♥ Janinha ♥ @ 14:52 - 1 Comentários

" E aquela vez foi como nunca e sempre: vamos ali onde não espera nada e achamos tudo o que está esperando" Pablo Neruda

18/03/2009

Eu estava ali, parada, olhando para você sem saber ao certo o que iria acontecer.
Seus olhos olhando para os meus, suas palavras ecoavam como a mais suave das canções, desculpe mas não posso me concentrar no que você diz, sua beleza me dominou, fico aqui olhando seu rosto, a expressão que você faz a cada palavra dita, seus gestos, tudo em tão perfeita sincronia, estou hipnotizada de desejo por você.
Calam-se as palavras, seus lábios nos meus, se envolvem em um beijo interminavel, que provoca as melhores sensações que ja pude experimentar, me deixa atordoada, de repente eu ja não sou mais dona de mim.
Neste momente se você me pedisse minha vida eu te daria, colocaria ela em suas mãos sem nenhuma restrição.
De olhos fechados, para mim, no mundo todo não existia mais nada.
Mais ninguém!
Somente eu, você e o nosso beijo.
Me transportei para um universo paralelo de prazer.
E então ao som de uma música imaginária se incia uma dança, nossa pele, nossos lábios adquirem vontade própria.
Eles se juntam, quentes, macios, eternos.
As mãos percorrem os rostos.
Pousam pelo cabelo, cintura, percorrem todo o corpo.
E aquela sensação se transforma em êxtase.
Completa luxuria.
Um mesmo desejo. Uma única vontade.
Um ventinho gelado percorre a espinha e deságua no estomago.
Fazendo-nos sentir que estamos vivos.
De um momento timido as emoções transformam tudo em um prazer indescritivel.
E eu só queria eternizar esse momento.

Só me esqueci de ler a história escrita em nossos lábios pois segundo Eugenia Rico in em A Idade Secreta:
"O primeiro beijo.
Sabe a café, a vinho, a pasta de dentes ou a tabaco.
Tudo deveria estar nele. Tudo está nele.
Sabe-se tudo já no primeiro beijo.
Se o amarás. se te amará. Como fará e não fará amor.
Tudo está na linguagem dos primeiros lábios.
Se te tratará mal, como será o fim.
Todo o abismo entre as almas está aí, a infinita distância entre duas línguas, o precipício entre as bocas.
Se poderá ser ou não será.
A história está escrita nos nossos lábios.
Emociona-nos tanto que nos esquecemos de a ler."

por ♥ Janinha ♥ @ 15:36 - 4 Comentários

"A música oferece às paixões o meio de obter prazer delas" Nietzsche

17/03/2009

"Não consigo entender o coração dos homens, eles dizem que te querem e depois te abandonam.
"Esta é a primeira vez"" Você é especial" acreditei nessas palavras, era minha felicidade.
Você deveria ter me dito que não gostava mais de mim, mas não percebi isso e tentei ficar contigo.
Embora fique te desejando mal ainda sentirei sua falta.Porque sou uma garota pra quem amar é tudo.
Se você cede a um cara facilmente ele ficara entendiado, não acho que isso seja errado.
Mesmo decidida a nunca mais ser enganada uma garota se desmorona diante do amor.
Não se aproveite dos meus desejos capaz de fazer tudo por amor, não se aproveite dos instintos de uma garota.
Não sabia que nascer como uma garota e ser amada era tão dificil.
"Hoje nós terminamos você me disse pra conhecer alguem melhor.
Você é igual a todos os outros caras, o que aconteceu quando você dizia que me amava?
Honestamente não quero q você seja feliz.
E se você encontrar alguem melhor do que eu?
Estou com tanta dor porque ainda estou amando você."

Para Nietzsche a verdade é um ponto de vista.
Ele não define nem aceita definição da verdade, porque diz que não se pode alcançar uma certeza sobre isso.

Os homens mentem para nós, nos enganam e fazer doer de maneira que nunca imaginamos que pudesse ser.
Com eles ou é 8 ou 80, quando gostam da até raiva, são seda, mel, verdadeiros bocós.
Mas quando não estão afim, dizem tudo aquilo que queremos ouvir, fazem tudo aquilo que queremos que eles façam até conseguirem o troféu e quando enjoam partem para a próxima vitima.
Triste, não?
Mas pior que isso, sabe o que é?
Você ver que muito mais que nossos amantes, as pessoas em geral, são falsas, medíocres, mesquinhas, é tanto egoísmo que sinto raiva só de pensar.
Amizade?
Existe isso!?!?!?!?
Não sei.
As pessoas são movidas por seus própros interesses, conseguem fingir, atuam como quem se importa, quem quer ajudar, quando na verdade só estão cavando nossa sepultura.
Eu chego abro meu coração, falo pra você do quanto estou feliz, dos meus medos, das minhas tristezas, te levo pra minha casa, faço de você parte da minha familia.
Sua foto comigo esta por todos os lados, sempre com legendas declarando o quanto sua amizade é importante, ja é parte de mim.
Te defendo do mundo.
Meu amigo, minha amiga.
Como isso dói.
Saber que fui só um degrau da sua escada. Como você pode me enganar?
Eu estive do seu lado em todos os momentos.
Nós bebemos juntos, demos risada, te consolei quando você chorou, briguei com quem te magoou, te abriguei quando você estava sem ter pra onde ir, falei o que você queria ouvir, e também aquilo que você precisava ouvir.
Passamos o natal, lado a lado, fizemos a contagem regressiva do ano novo, dividimos nossos planos, e aquela viagem que fizemos?
Eu sempre sendo tão sincera, mas e você? Eu quis sua felicidade e você?
Como pode ser uma pessoa tão falsa? Fingir tais sentimentos?
Afinal, O QUE É VOCÊ???
Não podemos forçar o amor, ele acontece sozinho, não temos esse poder, amores não correspondidos sempre existirão.
Um garoto ou garota que não te ama vale mais que uma amizade verdadeira e sincera?

Leoni cantou:

"Houve um tempo em que tudo girava ao meu redor
Dos meus desejos e vontades
E todo mundo ria de tudo que eu dizia
E eu dizia um monte de bobagens
Eu achava que tinha de tudo para sempre
Que eu tinha amigos de verdade
MAS A VERDADE SEMPRE VEM BATER A PORTA
A GENTE TENHA OU NÃO VONTADE.

Já tive carro e grana
E um monte de convites pra qualquer lugar
Hoje eu só ando a pé
Mas eu continuo a andar

E aquelas pessoas que andavam ao meu redor
Hoje escolheram uma menina
Que por enquanto acredita em tudo que eles dizem
É a mesma história toda vida
O QUE EU SEI, EU SEI QUE ELA SÓ VAI SABER
QUANDO ELA SAIR DE MODA
Um tropeço ensina mais que o sucesso
É tudo bem mais claro agora"


"Sem a música a vida seria um erro" Nietzsche

por ♥ Janinha ♥ @ 17:01 - 2 Comentários

Torna-te quem tu és

14/03/2009

Quando eu estudava, era adolescente, me lembro que uma vez a professora de português passou um texto que me fez refletir muito e faz até hoje, ele se chama " Amanhã pode ser tarde", eis o texto:

"Ontem?... Isso faz tempo!
Amanhã?... Não nos cabe saber...
Amanhã pode ser muito tarde
Para você dizer que ama,
Para você dizer que perdoa,
Para você dizer que desculpa,
Para você dizer que quer tentar de novo...
Amanhã pode ser muito tarde
Para você pedir perdão,
Para você dizer:
Desculpe-me o erro foi meu!...
O seu amor, amanhã, pode já ser inútil;
O seu perdão, amanhã, pode já não ser preciso;
A sua volta, amanhã, pode já não ser esperada;
A sua carta, amanhã, pode já não ser lida;
O seu carinho, amanhã, pode já não ser mais necessário;
O seu abraço, amanhã, pode já não encontrar outros braços...
Porque amanhã pode ser muito... muito tarde! "

Ultimamnte tenho ouvido alguns comentários sobre mim que confesso, tem me chateado, nem tanto pelo conteúdo deles, mas por saber que as pessoas perdem tempo se preocupando com determinadas coisas e esquecem de viver suas vidinhas.
Não cabe a ninguém me julgar, nem mesmo formulhar um pré conceito.
Só se vive uma vez, a vida passa voando, o momento certo é agora.
E, se for para alguém me conhecer, que conheça quem sou lá no fundo.
Que entenda que meu foco é viver um dia de cada vez porque nada sei sobre o amanhã.
Não tenho medo algum de me mostrar.
E acho que ninguém deveria ter. Nietzsche escreveu: “Torna-te quem tu és“. Não existe nada mais lindo e verdadeiro que isso. Verdade interior. É tudo o que eu quero.
Olhar para si é um desafio. E isso só acontece no silêncio.
Quando nos afastamos das noticias, dos fatos e da vida alheia para encarar o que realmente somos e para onde vamos.
Uma das coisas que mais assustavam Nietzsche era a certeza do fim: “Chegar aos quarenta abalou a idéia de que tudo me era possível.
Subitamente entendi o fato mais óbvio da vida: que o tempo é irreversível, que minha vida estava se consumindo.
Agora sei que o rapaz infinitamente promissor, foi meramente uma ordem de marchar, que “promissor”, é uma ilusão, que “infinitamente” não tem sentido e que estou em fileira cerrada com todos os outros homens marchando em direção à morte.”
É isso, estamos todos caminhando em direção a morte, a cada dia que se passa ela fica mais próxima, então por que não fazer desta caminhada o melhor que ela pode ser?
Pense nisso!
E cuide da sua vida, por mais que ela não seja tão interessante quanto a minha!

por ♥ Janinha ♥ @ 09:56 - 2 Comentários

Se quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo...

10/03/2009

Eu olho em minha volta e vejo tudo certo, as pessoas vivendo suas vidinhas regradas, sem nenhum passo fora da linha, sem nenhuma emoção forte, será?
Alguém em algum lugar do mundo e a muito tempo atrás impôs que meninas usam rosa e meninos azul, que a noite é para dormir e o dia pra ficar acordado, que a morte é algo ruim, que existe o belo e o feio.
Que as meninas devem saber lavar, passar, cozinhar, devem conhecer um garoto, aceita-lo como ele é com a justificativa de que suas imperfeições são naturais por ele ser homem, e então devem namorar, casar e ter filhos.
Bah.
Enfim alguém impôs que deve ser assim, e quando não é???
Me contaram histórias de meninos de madeira que por ter sentimentos e bom comportamento se tornaram meninos de verdade, um pé de feijão que chegava até o céu onde morava um gigante guardião de um tesouro, e me contaram também as piores delas, uma era mais ou menos assim: uma pobre moça que vai a um baile, conhece um principe, perde seu sapato e bla bla bla.
Por que nunca me contaram uma história real?
Dessas de pessoas que não sabem o que querem, que sofrem!
Por que sempre houve recíproca nos malditos contos de fadas?
Quando eu era mais novinha um dia um amigo me disse uma frase que confesso, não gostei no momento no entanto nunca me esqueci, e até hoje, muitas e muitas vezes ouço meu subconsiente repetindo como se fosse ele me dizendo:" a vida não é fácil como nos seriados da TV".
Ele tinha razão, a vida não é mesmo como TV maqueia, nem como os contos de fadas fantasiam.
É diferente! É muito pior...
É cruel!
O envolvimento emocional, as frustações, as expectativas não superadas, as decepções, as traições, as mentiras, as falsidades...
Ja pensou em viver de mentiras? Da noite pro dia descobrir que nada é real? NADA!!
Acreditem é uma das piores sensações que ja experimentei, fui do extase ao desespero, do prazer à agonia.
De inicio não tive reação, foi como se eu rejeitasse a verdade e quisesse ficar com a mentira, mas lógico que com a condição de que a mentira não fosse mentira!
Depois passou um filme em minha cabeça com todos os acontecimentos, o que de repente foi como acender uma vela diante do breu. Tudo ficou claro e nitido, as evidências iam contra a minha vontade.
Senti naúsea e vertigem, meu estomago doeu e eu senti frio.
Meu coração parecia ter diminuido em 100 vezes o seu tamanho e eu perdida neste misto de sensações ruins, só queria saber o porquê. Mas fiquei sem essa resposta.
Tudo, tudo aquilo que acreditei, que vivi, que senti, que sonhei, que vibrei, tudo baseado em mentiras.
De TUDO! Nada era real! E agora?
Fui a nocaute
Senti vontade de chorar e medo.
Isso mesmo, MEDO.
Medo das pessoas, medo de mim! Como poderei acreditar em alguém novamente?
Eu sabia que essas coisas aconteciam com o vizinho, o primo, o tio, o amigo, mas não COMIGO!
Como e quando aconteceu isso?
NÃO! NÃO! NÃO!
Era perfeito, tudo certo, da maneira como deve ser! Por que? Como?
NÃO!
Finalmente peguei a estrada, acelerei, senti o vento bater no rosto e deixei que ele secasse minhas lágrimas. Tempo depois ainda con vontade de chorar porém sem lágrimas, querendo pensar e sem condições, querendo rodar mais no entanto sem forças.
Voltei pra casa, coloquei a cabeça no travesseiro e adormeci com a maldita esperança - Nietzsche disse: " A esperança é o derradeiro do mal, o pior dos males pois prolonga o sofrimento dos homens" - Adormeci querendo acordar e me dar conta de que tudo foi apenas um pesadelo, correr pros seus braços, me sentir segura e rir de mim mesma.
Bobagem!
Seus braços estão em outros braços, minha segurança se esvaiu e meu sorriso???
Se perdeu em algum lugar dessa história junto com minha inocencia!

por ♥ Janinha ♥ @ 19:42 - 1 Comentários

Imagine uma chave enferrujada!!!

08/03/2009

Se perguntarem a qualquer pessoa o que ela é dirão: "É uma chave, oras!", mas Nietzsche diria, é um pedaço de ferro enferrujado, e o valor dele é definido pelo tesouro que ele reserva.
Todo deviam ter um pouco dessa transvalorização de Nietzsche.

Eu, você, o padeiro, o açogueiro, a manicure, o mendingo e o presidente, somos todos seres humanos, Homo sapiens e nada mais.
No entanto o valor de cada um de nós é definido pelo tesouro que a gente reserva.
Uma pena a grande maioria das pessoas não possuir uma visão olística e com isso se limitam!
Sendo assim deixam sempre de enxergar, notar, pereber o verdadeito tesouro que define cada um!!!

É uma pena!! Só tenho a lamentar!

por ♥ Janinha ♥ @ 18:30 - 0 Comentários

Quem disse que ser adulto era fácil!?

Sempre acreditei no amor, sempre acreditei na suas formas, nos trejeitos dos amores que vivi.

Nunca duvidei, mesmo naqueles tempos em que amor, era querer alguém pela manhã, a tarde querer outro e dormir pensando num terceiro.

Não a vida, mas as minhas decisões me ensinaram muito ate aqui, tanto que por confiar demais nas minhas decisões, esqueci, por muitas vezes, o meu verdadeiro querer, a minha própria vontade, àquela sem rodeios, sem maquiagem, bem real e minha.

Se posso dizer que vivi muitos amores, talvez seja porque fui tão imediatista que nem sequer percebi os estragos que causei à minha vida e a tantas outras...

Posso ter usado algumas pessoas, e com certeza também já fui usada, poucos são os sentimentos verdadeiros, muitos são os superficiais.

Às vezes a gente ama alguém por que ele é interessante, por que é bonito, por que é inteligente, extrovertido, de fato, pelo que ele pode nos oferecer, pelas diferentes surpresas que ele trará ao nosso remoto e patético mundinho.

Devemos sim, amar quem nos ama!!!!!

Mas não devemos amar por que alguém nos ama, pois isto nunca será amor, será troca de favores.

Talvez eu tenha sido a maior mercadora que já houve, ou talvez tenha sido para minha alegria, a mais falida que alguém já amou! Por ventura alguém seria capaz de notar isso?

Penso que podemos sim amar varias vezes na vida, como também podemos “não amar” varias vezes na vida, tudo depende do quanto você se entrega, do quanto se abre e do quanto se renuncia.

Quase sempre é difícil deixar que alguém permaneça em minha vida por muito tempo, o medo de perder ou o receio de se envolver constantemente se sobrepõe à minha disposição para amar.

Eu não ousaria permitir que alguém me tocasse tão fundo. Você Ousaria?

Eu não permitira me apaixonar perdidamente por outra pessoa! Não me entregaria sem reservas a um outro ser!

Não sabemos ao certo quem é capaz disso.

Vivemos alheios aos sentimentos dos outros, talvez seja até melhor assim, pois somos tão volúveis que nos escondermos às vezes parece ser a melhor saída para não atrapalharmos outros corações!

O sonho de ser amado pode estar sim ao nosso alcance, pode deixar àquelas histórias fantásticas que cansamos de ouvir enquanto crescemos e passar a habitar nosso ser.

É provável que, muitos não se adaptem, que se surpreendam, que se arrependam, ou que simplesmente se acostumem a mesma vida durante anos, isso preocupa!

Para cultivar um amor verdadeiro é preciso se apaixonar diversas e diversas vezes pela mesma pessoa.

Por isso é que vivo, pra encontrar quem me complete, quem me traga esse amor, quem vai abalar meu ser... Para que eu possa caminhar sem tropeços e não precisar parar outra vez e olhar pra trás.

Enquanto esse dia não chega, continuo caminhando, cometendo erros e acertos, sem saber ao certo onde cada caminho me levará, no entanto o mundo não para e eu também não posso parar e me tornar espectadora da vida alheia, tenho que protagonizar minha própria vida e se possível, brilhar.

por ♥ Janinha ♥ @ 17:44 - 0 Comentários

Voltar ao menu