Ir para o conteúdo

Ir para o menu

Minha foto
Nome:
Local: Itatiba, SP, Brazil

Fim.

05/06/2010

" Metade de mim agora é assim: de um lado a poesia, o verbo e a saudade, do outro a luta, força e coragem pra chegar no fim.
E o fim é belo e incerto, depende de como você vê o novo e o credo. A fé que você deposita em você..." - TEATRO MÁGICO





Bom, sempre pensei na vida como um ciclo, onde existem começos, meios e fins, os fins quase sempre são na verdade transformações.
A necessidade de escrever sempre existiu pra mim, pois funciona como uma válvula de escape pra tudo que sinto, ou penso. É também uma maneira de sempre me lembrar de como sou intensa ás vezes, ou triste, ou feliz demais.
Este blog foi muito importante pra mim, quando me perdi, quando não me reconheci, quando tudo o que eu estava sentindo ja não cabia em mim, quando as emoções estavam transbordando eis que derramei tudo aqui.
Mas hoje, ele faz parte de páginas da minha vida que não quero mais olhar, tudo que esta aqui, vou trancar numa caixinha e esconder de mim mesma, assim como vou fazer com essa minha doença de sentir...sentir nem sei o que por alguém que na verdade nem sei quem é.
Tudo que está aqui não sou eu, tá, na verdade essa sou eu sim, mas é uma parte de mim que eu não gosto, que eu quero esconder. Não quero mais reler nenhuma linha. Mas não vou apagar, nem jogar fora, nada disso.
Só vou mesmo esconder, pois quem sabe um dia eu tenha coragem, ou força ou mesmo vontade de relembrar.
Mas hoje, hoje não quero, não tenho.
Portanto é assim, dessa maneira que encerro hoje minhas palavras aqui, é hoje que encerro minha doença, é hoje que vou atrás da minha cura. Sim a partir de hoje vou me contrariar.
Não permitirei mais que seja falado nesse assunto. Não vou mais me machucar, nem me permitir ser usada, não vou mais sonhar, nem mais sentir.
Toda essa tempestade, essa bagunça, as noites sem dormir, os porres, as lágrimas sem motivo, a loucura, o ciúme infundado, a ira do destino, os momentos mágicos, as borboletas, a falta de ar, os pés sem chão, o tremor, o silêncio mediante a presença, tudo, tudo estará guardadinho, em uma caixinha azul, cuja etiqueta estará escrito: esquecimento.
Sim, esse é um fim e um começo.
É o fim da busca pelo final feliz e o inicio do era uma vez...

por ♥ Janinha ♥ @ 15:40

1 Comentários

Blogger Wagner Brandao diz...

UAU!!! Vc sempre tão intensa e profunda Janinha.... uma pessoa maravilhosa que merece e muito ser feliz...torço e muito para que isso ocorra....bjão e se cuida...

31 de outubro de 2010 07:24  

Postar um comentário

<< Home

Voltar ao menu